Recursos humanos e liderança uma parceria para o sucesso

Recursos humanos e liderança é uma combinação que faz todo sentido. Afinal, o primeiro cuida do bem-estar e dos demais índices de RH, na organização, enquanto o segundo tem atuação mais aproximada dentro dos seus respectivos departamentos. Portanto, uma aliança entre o setor e os líderes de cada área pode ser fundamental para o desenvolvimento da empresa. Para tanto, cabe um trabalho de planejamento estratégico para torná-lo eficiente.

Quer compor um papel mais ativo ao seu RH? Então, confira conosco como recursos humanos e liderança podem somar ao crescimento da empresa, como um todo!

Como funciona a dinâmica entre recursos humanos e a liderança?

Primeiramente, é preciso entender o básico do assunto: sem interação e diálogo entre as áreas, recursos humanos e liderança não vão encontrar um meio-termo.

Por isso, é preciso começar esse trabalho por meio da aproximação dos especialistas de RH para que os líderes entendam os benefícios dessa interação.

E não são poucos — como veremos adiante. Só que essa etapa consiste, basicamente, em um planejamento estratégico do departamento de recursos humanos. Afinal de contas, os seus profissionais vão ter que sentar-se com os líderes de cada área para conhecer:

  • as equipes de cada um;
  • as rotinas de trabalho;
  • as responsabilidades dos colaboradores, bem como os desafios;
  • as metas estipuladas em curto, médio e longo prazo.

Isso não significa, então, que o departamento de RH vai substituir o papel dos líderes. Pelo contrário: a intenção é fortalecer a tomada de decisão dos gestores e deixá-los mais encarregados do seu trabalho dentro do departamento.

Enquanto isso, os especialistas de recursos humanos agem diretamente em facilitar as questões associadas ao bem-estar, qualidade de vida e às melhorias do clima organizacional.

Quais são as atividades que essa parceria pode render?

Existem benefícios imediatos e em médio prazo que podem ser observados por meio da parceria entre recursos humanos e a liderança da empresa. Abaixo, os principais!

Produtividade

A gestão de pessoas influencia, diretamente, a produtividade investida diariamente pelos colaboradores. Afinal, são as ações motivacionais que se traduzem em engajamento e motivação da parte deles.

E não há equipe melhor para formular as ações estratégicas do que o setor de RH. Após o trabalho inicial, citado no tópico anterior, a gestão e os profissionais do departamento podem identificar as melhores formas de estimular os colaboradores e, com isso, promover índices continuamente melhores.

Alinhamento com a cultura e os valores da empresa

Por vezes, o RH tem que mostrar o quanto os pilares institucionais da empresa fazem parte das ações corporativas. E isso envolve aplicá-las no dia a dia, seja em ações internas ou externas.

Em conversas periódicas com os líderes, o setor pode diagnosticar carências e oportunidades para que o DNA da empresa permaneça evidente no dia a dia, e transpareça em todas as atividades.

Perfil e potencial da equipe

A troca de informações faz com que os líderes apontem as carências dos seus setores, bem como o perfil médio dos seus colaboradores (e o desejado).

Por sua vez, o setor de RH pode mostrar o quanto o processo de recrutamento e seleção tem a ganhar com essa parceria: nos futuros processos seletivos, os recrutadores vão saber o que procurar em cada candidato.

Sem falar na importância disso para compor descrições de cargos realmente atrativos e direcionados a um público profissional específico.

Isso aumenta a assertividade das contratações e pode ter participação significativa na redução do índice de turnover, com o tempo.

Como trabalhar a aproximação dos recursos humanos e a liderança?

Agora, para que você entenda como dar o primeiro passo rumo a essa parceria com enorme potencial para a organização, confira as dicas que separamos sobre o assunto!

Faça avaliações de desempenho

O setor de recursos humanos e a liderança têm que trabalhar coletivamente por meio das avaliações de desempenho. Com elas, e a cultura do feedback, todos os envolvidos vão saber o que deve ser feito para os respectivos departamentos cresçam continuamente.

Para os funcionários, inclusive, essa é a oportunidade perfeita para que eles se desenvolvam e, assim, consigam pleitear cargos cada vez melhores dentro da empresa — o que também enriquece a cultura de retenção de talentos da sua empresa.

Se quiser saber mais a respeito deste tópico, não deixe de conferir, depois, o nosso artigo que fala especificamente sobre o que é e como realização a avaliação por competência!

Alinhe objetivos

Sem objetivos, não há alinhamento, planejamento e estrutura alguma para desenvolver ações. Por isso, as reuniões periódicas entre o setor de recursos humanos e a liderança da empresa devem ser direcionadas para o desenvolvimento de objetivos. Pode ser, por exemplo:

  • aumento de engajamento;
  • mais motivação;
  • melhoria na produtividade;
  • redução do absenteísmo;
  • capacitações específicas;
  • criação de um plano de carreira.

Entre outras ações que só têm a serem beneficiadas com essa ação conjunta. Por isso, é importante diagnosticar quais delas são mais urgentes e importantes para o crescimento da empresa, como um todo.

Criem um canal de diálogo

Como o RH conhece, profundamente, a realidade de cada setor, o setor tem que estar à disposição para tirar dúvidas, orientar e agir à frente de eventuais problemas que a liderança aponte.

Com isso, a ação em parceria evita que qualquer pessoa fique sobrecarregada e possa agir, especificamente, na raiz do problema, tratando as causas e não os sintomas de eventuais obstáculos pelo caminho.

Lembrando que, o trabalho do departamento de recursos humanos e a liderança deve ser desenvolvido — e mantido — por todos. Embora o trabalho inicial seja efetuado pelo setor de RH, o seu desenrolar tem que contar com o envolvimento e engajamento de todos.

Vimos, ao longo do artigo, que os benefícios disso são variados. E vale a pena dedicar esse elemento analítico e estratégico para o setor de RH assumir a dianteira dessas questões associadas à gestão de pessoas.

Fonte:Xerpa

Posts Relacionados

Leave a Comment